Tabu é para ser quebrado!

Usando aqui um velho clichê da imprensa futebolística (brasileira) e os “expert em futebol”, que costumam dizer todas as vezes que uma invencibilidade chega ao fim, “tabu foi feito para ser quebrado”.

O Paiaiá Futebol Clube nunca havia perdido para o bom time de Os Metralhas FC.

Veja o retrospecto:

12/07/15: Paiaiá 3 x 0 Os Metralhas;

15/05/16: Paiaiá 2 x 0 Os Metralhas;

30/04/17: Paiaiá 3 x 0 Os Metralhas;

20/05/18: Paiaiá 1 x 0 Os Metralhas;

17/02/19: Paiaiá 1 x 2 Os Metralhas;

O que o jogadores do time têm comentado é sobre o alto número de gols, ocasionados por falhas bobas, que o time tomou em 2018.

Depois de vencer o time do Brasília por 3 x 0, domingo passado (10/02), o sistema defensivo do Paiaiá estava bastante confiante para a partida contra os Os Metralhas.

O time entrou em campo com: 1 Sílvio, 2 Gabriel, 3 Zé Elson, 4 Rui, 6 Thiago; 5 Jojó, 8 Neto, 7 Ari, 10 Uilton; 11 Regis, 9 Binho.

Com essa escalação é difícil o time perder. A estreia do volante Ari, pelo time do Paiaiá, deu um poder de força ainda maior, uma proteção a defesa mais efetiva…

Porém, os quatro jogadores de meio-campo ( jojó, Neto, Ari, Regis) e Uilton voltando causou um congestionamento e faltou inteligência e um jogador que desse aquele último passe com qualidade.

Em um jogo muito equilibrado e um 0 x 0 teimoso, em função da falta de qualidade na criação de jogadas, por parte dos dois times, só uma falha para que o primeiro gol saísse. E, infelizmente, foi o Paiaiá que cometeu e o time de Os Metralhas abriu o placar.

Mesmo depois do gol o Paiaiá FC não conseguiu se organizar taticamente e foi para o intervalo em desvantagem no marcador.

O time voltou para o segundo tempo com Itaécio no lugar de Neto. A intenção era descongestionar o meio e com a qualidade de Itaécio o time deixaria Regis e Binho em melhores condições de concluir em gols possíveis chances.

Mas foi o próprio Itaécio que empatou o jogo. Binho pressionou a saída de bola, roubou a bola, deu o famoso drible da vaca no zagueiro, partiu para a linha de fundo e, de perna direita, tocou para Itaécio empurrar para o fundo da rede e empatar a partida e chegar a 22 gols com a camisa do Paiaiá FC-SP.

Ícaro entrou no lugar de Thiago, Jojó foi para a lateral esquerda e Gabriel, que errou passes que não costuma errar, foi para o meio.

Ícaro não surtiu muito efeito na lateral e o time jogou um segundo tempo muito abaixo da média.

O baixo futebol apresentado pelo time resultou em uma falta próxima ao bico da grande área, lado direito, que depois de uma bola cruzada, devagar, o time cometeu a segunda falha e sofreu o gol que da vitória de Os Metralhas para o Paiaiá Futebol Clube.

Que as conversas se resultem me eficiência a partir do próximo jogo.

Em um jogo de futebol nem sempre se ganha e o time de Os Metralhas mereceu sair de campo com a vitória. Parabéns!

PAIAIÁ FUTEBOL CLUBE, MAIS QUE UM TIME!

 

 

One comment

  1. O time não rendeu. Parecia que tinha algo nos puxando ou forçando o erro a todo momento. Entretanto, nosso adversário também não produziu algo que fizesse merecer a vitória.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *