Está faltando entusiamo e concentração em campo

Este texto não tem a intenção de tirar o mérito da vitória do time Gigantão do Icaraí, diante do Paiaiá FC, por 3 x 1. Foi uma vitória justa.

Mas o Paiaiá FC tinha a obrigação de fazer uma partida melhor.

O Paiaiá FC começou  o jogo com uma certa dificuldade em tocar a bola. O campo pequeno (CDC Corinthians dos Manacas) não serve como desculpa. Afinal, os dois times eram de fora e as dimensões servem para os dois.

Além da dificuldade em tocar a bola o time sofria com a falta de organização tática e posicionamento de alguns jogadores.

O time do Gigantão do Icaraí pressionava o Paiaiá. Tenta de todas as formas se aproximar do gol do Paiaiá FC.

O primeiro gol do jogo saiu logo depois que o atacante chutou forte e o nosso zagueiro, ao tentar afastar a bola, foi infeliz. A bola resvalou na tíbia em direção ao gol.

Mesmo em desvantagem no placar o time do Paiaiá não conseguia criar situações de gols e, muito menos, se organizar dentro de campo.

A linha de defesa estava bem postada. O que faltou mesmo foi um posicionamento dos jogadores de meio-campo, a começar pelos dois volantes. Perdidos em campo, tentavam apenas cercar o adversário que se aproximava da área do Paiaiá FC e durante o primeiro tempo foi quem teve as melhores oportunidades.

O time do Paiaiá FC voltou para o segundo tempo tentando se encontrar em campo. Mas a desvantagem no placar, a falta de um passe de qualidade no meio-campo e um atacante decisivo causou ainda mais uma desorganização, até mesmo, em lances de bola parada.

Foi numa cobrança de corner, que o adversário, sem marcação, teve tranquilidade para tocar a bola para ou seu companheiro na pequena área e ele só teve o trabalho de encostar o pé e fazer o segundo gol do Gigantão do Icaraí.

Com 2 x 0 no placar, restava ao Paiaiá pressionar o adversário em busca do primeiro gol. Para um time que já estava desorganizado, nem é necessário dizer como ficou.
Gabriel, que fez uma grande partida, era o jogador que melhor se posicionava em campo. E foi ele que fez o o único gol do Paiaiá FC.

Uilton, no ataque, tentava de todo jeito encontrar um espaço, mas Tunico jogando no sacrifício, não conseguia colaborar muito e o time dava sinais que sairia com mais uma derrota.

O terceiro gol do Gigantão do Icaraí saiu após, mais uma vez, aproveitar o espaço deixado pelos jogadores de do Paiaiá FC.

O time do Paiaiá precisa encontrar o caminho das vitórias. As últimas partidas foram de um time comum e sem qualidade.  Cadê a qualidade do time? A qualidade que causava admiração onde jogávamos. Não podemos fazer partidas de um time previsível.

Ressalto aqui alguns pontos: é permitido bater falta no canto do goleiro ( principalmente quando o goleiro não é goleiro e está mal posicionado); pode-se combinar uma jogada de escanteio. Ao invés de jogar na área, tocar para alguém que se aproxima ( quem disse que só vale gol de cabeça em escanteios?); por que os jogadores não conversam dentro de campo para que haja uma mudança de posicionamento de acordo com a necessidade do jogo?

O time deixa de fazer o óbvio.

Uma sugestão para voltar a vencer: que tal levar para dentro de campo a mesma euforia e entusiamo com que discutimos os jogos dos times (medríocres) do futebol brasileiro?

Fica a dica.

PAIAIÁ FUTEBOL CLUBE, MAIS QUE UM TIME!

 

 

 

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *