Deixando sua marca

O CDC Letícia está se tornando para o Paiaiá Futebol Clube “sua casa”. Campo bom e os times que mandam seus jogos lá, idem.

Assim é o Misturão Futebol Clube. Nosso adversário de hoje (02/09).

O time do Paiaiá estava bem escalado: 1- Sílvio, 2- Uilton, 3- Zé Elson, 4- Jojó, 6 -Thiago; 5- Neto, 8- Guduga, 7- Itaécio, 10- Rodrigo; 11- Tunico, 9- Binho.

Montada a linha defensiva de 4 jogadores nosso meio-campo estava com peças que poderia decidir o jogo. A começar por Itaécio e Rodrigo. Os dois homens responsáveis por criar  chances de gols para nossos atacantes.

Nosso primeiro tempo poderia ter sido melhor. O time cometeu  algumas falhas de posicionamentos. Binho se deslocava muito para vir buscar a bola e deixava Tunico sem o companheiro de ataque e, assim, Itaécio e Rodrigo não conseguia executar suas funções. Que era de armar as jogadas.

O Misturão fez um bom primeiro tempo, mas o gol que abriu o placar sair de um erro do time do Paiaiá.

Após tomar o gol o time não perdeu a concentração. Criou algumas chances e conseguiu empatar em um lance que merece uma descrição melhor.

Falta para o Paiaiá FC. Binho pega a bola. 4 homens na barreira. Na área estava alguns jogadores do Paiaiá para um possível rebote. Entre eles, Thiago. Thiago pode não ser um primor tecnicamente. Pode não o protagonista de um jogo, mas tem um valor importante para o time desde que chegou ao grupo. Além de um ser humano exemplar, é jogador que só tem a contribuir para o grupo.

O juiz autoriza, Binho bate e o goleiro espalma. Porém, a bola sobe e cai na pequena área e Thiago de cabeça o seu primeiro gol com a camisa do Paiaiá.

Um gol tão sonhado por ele e que, particularmente, me deixou muito feliz. Feliz por vários motivos que não irei descrever agora. O gol dele tem um significado muito grande para ele e para mim. Valeu, Thiago. Você é o cara!

Voltamos para o segundo tempo com o mesmo time que terminou a primeira etapa.

O time do Paiaiá tinha outra postura em campo e Binho, de volta ao time, deixava a defesa adversária sem saber o que fazer para marcá-lo.

Foi dele a jogada que deixou Tunico na cara do gol para fazer Paiaiá 2 x 1 Misturão.

O terceiro gol não demorou a sair. Binho recebeu, tirou do seu marcador na velocidade e bateu, de esquerda, na diagonal, sem chances de defesas para o goleiro.

Fazer o terceiro gol era o que o time precisa para ter uma certa tranquilidade e tocar a bola melhor.

Porém, o time errou e permitiu que o Misturão fizesse o segundo gol e entrasse novamente no jogo.

Por outro lado, a pressão do Misturão serviu para, mais uma vez, o Paiaiá FC mostrar o quanto é forte e qualificado.

Não fosse o “juiz” caseiro, o jogo teria sido melhor.

Sim, podemos dizer que fizemos uma excelente partida e que a vitória foi justa e merecida.

Parabéns a todos os jogadores que contribuíram para mais um capítulo da nossa rica história.

PAIAIÁ FUTEBOL CLUBE, MAIS QUE UM TIME!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *