Soberano

Quem ler um placar de 6 x 0 e não viu o jogo, a primeira coisa que lhe vem a cabeça é:” não tinha adversário” ou “bateram em galinha morta”.

31/05, feriado, CDC José Moreira (Satélite), festival de aniversário  de 8 anos do Unidos do Santo Afonso FC.

Paiaiá FC escalado: 1 Sílvio, 2 Gabriel, 3 Zé Elson, 4 Rui, 6 Thiago; 5 Guduga, 8 Regis, 7 Amarrelo, 10 Rodrigo; 11 Tunico, 9 Binho.

Antes da partida começar, a torcida do nosso adversário estendia uma bandeira gigante, nas cores originais do Boca Junior da Argentina e com a frase: ” orgulho de ser Boca Juniors”. Parecia que estávamos no La Bobonera.

Porém, com todo respeito ao temido Boca Jrs., com esta escalação do Paiaiá FC poderíamos jogar até no temido estádio do Boca (o original)…

O primeiro tempo terminou com 2 x 0, mas construção desse placar foi digno do velho Paiaiá FC.

Nosso sistema defensivo não cometeu uma falha sequer. Não perdeu um jogada.

Gabriel, foi eficiente no apoio, na marcação e é o lateral que melhor se posiciona para receber a bola. Daí, via-se a preocupação do adversário em gritar com seus jogadores que a bola “só saia pelo lado direito”.

Thiago, pela lateral esquerda, esteve o tempo todo ligado e não se precipitou em fazer o primeiro “combate”. Fez uma excelente partida.

O adversário tentava se aproximar, sem sucesso. Enquanto isso Rodrigo abriu o placar para O Paiaiá FC.

Nossa dupla de zaga fez uma partida perfeita. Rui, sempre bem posicionado, bem colocado nas bolas cruzadas e um tempo de bola incrível, foi perfeito em seus desarmes.

Zé Elson, mais um vez um monstro. Técnica refinada, posicionamento perfeito e postura que um bom zagueiro deve ter. Está entre os melhores da várzea paulistana.

Não havia jeito de adversário entrar. Suas tentativas foram em chutes de longa distância, também sem sucesso.

Depois de uma boa jogada de Gabriel, Regis (Iniesta), recebeu, invadiu a área, tirou seu marcador, o goleiro e fez um golaço. Paiaiá FC 2 x 0 Boca.

O meio campo de um time é fundamental para um boa apresentação. Quando ele está ocupando bem os espaços, é certeza de um bom jogo.

Guduga fez o papel de primeiro volante. Dando uma perfeita proteção a defesa e opção para receber a bola.

Regis, nosso Iniesta, fazia uma movimentação em triângulo até se aproximar do gol adversário com Amarelo (nosso Arjen Robben), se aproximando pela lado esquerdo do campo.

Com um 2 x 0 justo fomos para o intervalo e voltamos para a etapa derradeira com apenas uma substituição: Neto no lugar de Guduga.

Temos que valorizar o time do Boca Juniors da Vila Clara, zona Sul de São Paulo. Assim o como o Paiaiá perdeu duas boas chances de gols no primeiro tempo, eles também se aproximaram. Mas não era dia da defesa do Paiaiá cometer vacilos.

Regis faria o segundo gol do Paiaiá em um chute de fora da área, rasteiro, na diagonal, sem chances de defesa para o goleiro do Boca.

Jojó entrou no lugar de Thiago e manteve a mesma concentração que o sistema defensivo vinha mantendo.

Flávio entrou no lugar de Tunico, que também teve sua chance de fazer um gol, mas errou ao ser muito solidário, quando deveria ter concluído a gol um passe que recebeu de cara para o gol.

Rodrigo fez um golaço de fora área e o Paiaiá, além de dominar o jogo com soberania, encaminhava para sair de campo com mais um goleada a seu favor.

Mas faltava o gol dele. Há algum tempo fora por conta do trabalho, Binho tentou de todas as formas fazer seu gol. Um muitas vezes foi parado apenas com falta, algumas desleais. Mas compreensivo por parte de adversário. Afinal, não havia outra maneira de parar um jogador que não se intimida com o adversário.

O quinto gol foi dele e na característica dele: bola na frente do marcador, passos largos, rápidos ( pega que eu quero ver) e bola no fundo da rede.

O matador Itaécio entrou no lugar de Rodrigo para fechar o placar: Paiaiá FC 6 x 0 Boca Juniors.

Gols: Rodrigo(2), Regis(2), Binho(1) e Itaécio(1).

Para conseguir um goleada de 6 gols contra um adversário muito bom, como é o Boca juniors, alguns fatores contribuem e precisam entrar em campo com os onze jogadores.

A saber: jogadores ligado no jogo o tempo todo; incentivo quando seu companheiro errava um passe; corrigir posicionamento do companheiro; aceitar as orientações; colaboração de quem está no banco.

Todos esses fatores estiveram em campo com os jogadores do Paiaiá FC. Assim, é difícil vencer esse time.

Parabéns a todos os jogadores pela construção da justa vitória.

Obrigado ao Unidos do Santo Afonso pelo convite e parabéns pelos 8 anos. Sucesso, sempre.

PAIAIÁ FUTEBOL CLUBE, MAIS QUE UM TIME!

Foto do Unidos do Sto. Afonso, blob “Futebol da Quebrada” -Eduardo Lima.

 

 

 

2 comments

  1. Realmente PARABÉNS pela bela partida da equipe. Hoje foi um daqueles jogos que o adversário deveria ter enfrentado outra equipe, pois houve sintonia o tempo inteiro do PFC e aí pata aqueles, só restou o “cheiro”.
    Concentração, respeito e acima de tudo comprometimento cheio de vontade. Parabéns galera…

  2. Parabéns ao time pela partida! Meio e ataque foi extremamente eficiente nas finalizações e o setor defensivo nos tomou nenhum gol. Time jogou em paz sem ninguém pegar no pé do outro, foi lindo que continue assim!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *