Curiosidades da Várzea

“Eu teria um desgosto profundo se faltasse o Flamengo no mundo”

UM “MITO” INJUSTIFICADO DO FUTEBOL:

– FILHO:
– Pai, por que o senhor sempre fala que eu tenho que ser Flamenguista?

– PAI:
– Porque o Flamengo é o melhor time e também aquele que tem a maior torcida do mundo, meu filho!

– FILHO:
– Isso é legal né pai! Mas acho que não entendi bem… A India e a China são os países mais populosos do planeta, cada um com mais de 1 bilhão de habitantes, eles também jogam futebol e ninguém por lá sabe o que é o Flamengo. Será que somos mesmo a maior torcida do mundo?

– PAI:
– Esses caras não entendem de futebol, por isso não torcem para o Flamengo…

– FILHO:
– Tá, mas outros países que entendem de futebol, como a Argentina, Uruguai, Espanha e Itália tem clubes com muito mais títulos internacionais (Libertadores, Liga dos Campeões e Mundiais) do que o Flamengo. Será que somos mesmos os melhores do mundo?

– PAI:
– E daí, o futebol brasileiro é o que importa, meu filho!

– FILHO:
– Bom, nesse caso imagino então que o Flamengo seja o time que mais cedeu jogadores para as seleções brasileiras em Copas do Mundo, né!

– PAI:
– Na verdade, o time que mais cedeu jogadores para as seleções brasileiras em Copas do Mundo é o Botafogo, seguido do São Paulo, depois do Vasco e do Corinthians…ah, deixa pra lá garoto! O que importa não é a quantidade, mas a qualidade dos jogadores cedidos! Nós tivemos craques do nível do Zico, Júnior e Leandro vestindo a camisa
canarinho!

– FILHO:
– Legal! E quantas Copas eles ganharam?


-PAI:
– Esses jogadores?… Nenhuma… Mas e daí! o teu professor não ensinou que o \”importante é competir\”? Deixa isso pra lá, meu filho! Sabia que somos do time mais vezes Campeão Brasileiro? Somos HEXA!

– FILHO:
– Mas para a CBF, que é o Orgão Oficial de Futebol no Brasil, o campeão brasileiro de 1987 foi o Sport Recife e não o Flamengo, não é verdade?

– PAI:
– Sim, pentelho, mas nós da torcida rubro-negra, consideramos que é o Flamengo!

– FILHO:
– Mas quem representou o Brasil na Libertadores de 1988 foi o Sport…

– PAI:
– Mais ou menos, porra!

– FILHO:
– Calma pai, o senhor está bravo só porque o Flamengo não é bem isso
que o senhor pensava?

– PAI:
– Para com isso filho! Nós já fomos campeões mundiais!!!

– FILHO:
– Sério pai! Quando?

– PAI:
– Em 1981, no Japão!

– FILHO:
– Já existia televisão nessa época, pro senhor ver o jogo?

– PAI:
– Claro, porra!

– FILHO:
– Que legal, então nós também ganhamos a Libertadores em 81?

– PAI:
– Sim, filhão!!!

– FILHO:
– É verdade que ganhamos a Libertadores sem enfrentar nenhum time argentino e uruguaio?

– PAI:
– Sim, e daí?

– FILHO:
– E daí que esses são países de tradição no futebol sul-americano. Sem enfrentar argentinos ou uruguaios a competição ficou muito mais fácil de ser ganha…

– PAI:
– Tá, mas ganhamos do Cerro Portenho, Deportivo Cali, Jorge
Wilstermann e Cobreloa.

– FILHO:
– Caramba! Algum desses times já foi campeão da Libertadores, Sul
Americana, Mercosul, Recopa, Supercopa, Conmebol ou alguma coisa de
Expressão Internacional?

– PAI:
– Não filho… quer dizer, sei lá! mas que merda!!!

– FILHO:
– É verdade que os únicos times conhecidos contra os quais o Flamengo jogou naquela Libertadores – Atlético Mineiro e o Olímpia do Paraguai – não conseguimos vencer nenhuma vezinha sequer?

– PAI:
– É… foram empates…

– FILHO:
– E também é verdade que passamos da primeira fase após aquela confusão na qual o Atlético Mineiro teve metade do time expulso pelo juiz supostamente comprado… e o jogo terminou com a vitória magra do Flamengo por falta de jogador adversário e não teve jogo extra como mandava a regra?

– PAI:
– Azar do Atlético…

– FILHO:
– Pai, também é verdade que se o critério de gols feito fora de casa
(que vale o dobro na Libertadores) fosse mantido também na final que
fizemos com o Cobreloa, não teríamos sido os campeões , porque eles
meteram um gol no Maracanã e nós passamos em branco lá no Chile?

– PAI:
– É mas, pra nossa sorte, só na final esse critério muda…

– FILHO:
– Sei não, pai, chegamos aos trancos e barrancos na final e também não pegamos nenhum time Argentino ou Uruguaio pelo caminho, assim ficou fácil demais!

– PAI:
– Porra, moleque. Tá de sacanagem com a minha cara?

– FILHO:
– Não, só estou querendo saber… Se o fato de não termos enfrentado nenhum time de expressão não fez nenhuma diferença, como fomos, então, nas outras NOVE vezes em que participamos na Libertadores?

– PAI:
– Bom, nós fomos eliminados nas primeiras fases em todas as vezes,
quase sempre por times argentinos e uruguaios… Mas isso não importa! O
que importa é o Título!

– FILHO:
– Achei que o que importava era competir… Calma paizinho. Vamos passear então, me leva ao Estádio do Flamengo.

– PAI (Chorando):
– Não temos Estádio, porra! Temos uma sede num terreno alugado pela Prefeitura do Rio com um campo de treinamento e uma piscina muito mal conservada.

– FILHO ( Puto da vida ):
– Chega pai! Assim não dá! Não temos Estádio, não temos a maior Torcida, nem o Melhor time, nosso Título mais comemorado é um Mundial há quase 30 anos, que conseguimos graças à falta de argentinos e uruguaios!

– PAI:
– Seu FILHO DA PUTA!!! FILHO DUM CORNO!!! Tá de Castigo!!!

Texto do blog de Charles Fonseca

(charlesfonseca.blogspot.com.br)

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *