Fomos bem, obrigado!

Real Matismo. Sim, um trocadilho com o nome de um dos maiores times do mundo. Um time que venceu, no último confronto por 4 x 0. Um time que de bobo não tem nada.

Soube se aproveitar muito bem, no primeiro gol do jogo, tanto de um bate rebate na frente da área, e num chute despretensioso, o goleiro do Paiaiá mal colocado e fez 1 x 0 no placar.

Esse gol aconteceu nos minutos inciais e quando o Paiaiá, que estava com um jogador a menos, tocava a bola muito bem. De certa forma, controlava bem o jogo.

Não demorou muito e Tunico fez o gol de empate. Gol, esse, merecido, tendo em vista o bom futebol que o Paiaiá apresentava.

O segundo gol do Real Matismo é daqueles gols que o goleiro odeia: o atacante do Real Matismo recebe, invade a área, bate na diagonal e o goleiro do Paiaiá faz uma defesa dificílima. Na sequência, o Paiaiá fica com a sobra da bola e sai jogando errado para resultar no segundo gol do Real Matismo. Paiaiá 1 x 2 Real Matismo.

Lembrando que o Paiaiá jogava com um jogador a menos. Assim é a várzea.

O garoto Léo que entrou para nos ajudar fez o gol de empate. Paiaiá 2 x 2 Real Matismo.

O terceiro gol do Real Matismo teve a “ajuda” do juiz que fingiu não ver o atacante impedido, levou o apito a boca e não marcou a irregularidade.

O Paiaiá pressionou a saída de bola e Rodrigo empatou em 3 x 3 o jogo, fazendo seu décimo gol com a camisa do Paiaiá FC.

O quarto gol saiu depois de um lançamento de do goleiro do Paiaiá e Tunico bateu cruzado, rasteiro, no canto. Paiaiá 4 x 3 Real Matismo.

Uma virada de jogo que há algum tempo o Paiaiá FC já merecia. Mesmo diante das dificuldades o time apresentava um belo futebol.

O jogo já se aproximava no final da primeira etapa, mas antes do apito final Tunico ainda teria tempo de fazer Paiaiá 5 x 3 Real Matismo. O seu terceiro gol no jogo e seu hat-trick (quando um mesmo jogador marca três gols numa mesma partida).

Voltamos para o segundo tempo com o time completo: 11 jogadores em campo.

Lembrando que estamos “contratando” para nos ajudar na temporada 2018. Se vc é varzeano e quer jogar em um time que ama futebol, time decente e de boa qualidade técnica, nos envie um e-mail ( paiaia@paiaiafc.com.br).

Voltando ao jogo, na segunda etapa, houve apenas um gol. Gabriel fez de cabeça.
Mas antes desse  gol via-se em campo o time muito concentrado. Houve erros? Sim.

Mas houve muito mais empenho, boas defesas e jogadores em busca de sair de campo com a certeza de ter apresentado um bom futebol. A vitória, a vitória seria e foi resultado disso.

Sair de casa, aos domingos, cedo, para vestir a camisa do Paiaiá Futebol Clube, não é, e não tem que ser, apenas o jogar futebol, simplesmente.

Esse time representa a história de um povo, de uma comunidade, que decidiu, através do futebol de várzea, esse entretenimento maravilhoso, honrar o nome Paiaiá.

Não queremos ser apenas jogadores de várzea, queremos ser representantes de uma cultura e para fazer parte disso é necessário mais dedicação, na prática. Afinal, como dizia Platão: “Os sábios falam porque têm o que falar. Os tolos, porque têm que falar”.

Parabéns a todos que contribuíram com mais um capítulo de nossa bonita e rica história.

Nosso abraço e parabéns para Pedro Cardoso. Felicidades, craque das palavras.

Nosso agradecimento ao time do Real Matismo e ao sr. Santos pela carinho e recepção, mais um vez.

PAIAIÁ FUTEBOL CLUBE, MAIS QUE UM TIME!

One comment

  1. Foi um jogo que não poderíamos errar, principalmente no setor defensivo, entretanto cometemos não foi erro, mas erros. Erros que devido as circunstâncias da partida (estávamos com 9 jogadores e mais um que arrumaram, um menino, mas…) poderiam trazer mais uma derrota para o PFC. Fomos guerreiro e aproveitamos alguns erros do adversário. Valeu galera!!!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *