Sabor amargo

A má exibição do time na manhã desse domingo, 22/04, no Clube Itaú, mesmo com o empate, não estava nos planos.

Tendo em vista as dimensões do campo e o  excelente gramado natural.

O Paiaiá FC entrou campo com: 1 Sílvio, 2 Gabriel, 3 Zé Elson, 4 Rui, 6 Thiago; 5 Jojó, 8 Neto, 7 Uilton, 10 Rodrigo; 11 Tunico, 9 Itaécio.

Não é correto dizer que os primeiro minutos do jogo estivemos mal. Não. Mas tivemos a chance de aproveitar melhor os espaços que o campo permitia e, repito, o excelente gramado natural.

Fomos muito bem quando adiantamos a marcação, a começar pelas saídas de bola do adversário e ocupando os espaços na intermediária adversária.

O resultado disso foi o gol que abriu o placar. Tunico recebeu em velocidade, driblou o goleiro e fez um belo gol.

A chance mais clara de empate do Itaú/Unibanco aconteceu na primeira etapa,  pouco depois do gol do Paiaiá FC, depois que o Paiaiá FC deu espaço para o atacante chutar rasteiro, na diagonal e a bola bater no “pé” da trave.

Com a vantagem no placar, via-se um time que poderia abrir 2 x 0 no placar, mas não conseguimos acertar no último passe.

O sistema defensivo ia bem: não dava espaço para para os atacantes e teve como destaque do jogo o zagueiro Zé Elson.  Foi um monstro em campo e esbanjou técnica e vontade em todas as jogadas. Saiu de campo frustado co o empate e sem ter perdido uma jogada sequer.

Voltamos para o segundo tempo com Flávio no lugar de Itaécio.  Mudou o jogador e ninguém percebeu que o time precisava de mudar taticamente.

Tunico, autor do gol no primeiro tempo, não soube aproveitar para se posicionar de forma que facilitasse que a bola chegasse mais clara nele.

Tínhamos um time meio perdido e errando muitos passes em campo. Erros esses que permitiu uma certa pressão do adversário.  Mesmo sem criar grandes chances de gols, o time Itaú/unibanco se mantinha com a bola muito cerca de nossa área.

Sim, tivemos mais duas chances bos de gols que poderia assegurar a vitória, mas nossos atacantes não foram felizes em sus conclusões.

Mas por que o Paiaiá não vem jogando bem? Por que não está jogando o que sabe e o que pode, e com a intensidade exigida?

Nos últimos três jogos foram dois empates e uma derrota. E, mesmo quando empatou não conseguiu jogar bem.

Se estivéssemos saído de campo com uma vitória por  1 x 0, talvez não estaríamos falando da nossa má apresentação. A vitória não expõe os erros.

Mas o gol que sofremos faltando 2 minutos para acabar o jogo deixou um gosto amargo de derrota.

Com todo respeito ao adversário, que nos recebeu muito bem, sabíamos que poderíamos sair com a vitória.

O empate em 1 x 1, tendo em vista o péssimo segundo tempo que o time do Paiaiá fez, deixou um esse sabor amargo. Mas o time do Itaú/Unibanco lutou muito e conseguiu o gol com muita bravura.

Parabéns aos jogadores do Paiaiá FC e ao time do Itaú/Unibanco pela excelente recepção dentro e fora de campo.

PAIAIÁ FUTEBOL CLUBE, MAIS QUE UM TIME!

 

 

2 comments

  1. Foi um bom primeiro tempo, pois conseguimos fazer uma marcação no “campo” do adversário. Mas o que marcou o nosso primeiro tempo não foi o comportamento na distribuição dos nossos jogadores e sim pelo excesso de reclamações que na maioria das vezes desnecessárias, que triste. Outro destaque na partida foi o vigor físico de Jojo que fez uma boa partida. Fico feliz pela observação feita por Silvio e concordo que saí frustrado com o resultado.

  2. Gostei muito do primeiro tempo também! E as reclamações desnecessárias foram marcantes nessa etapa, temos q mudar isso! Já no segundo tempo fomos traídos pelo excesso de confiança ou por incompetência de finalização mesmo! Também sai bastante frustado com o empate no finalzinho, mas fiquei feliz com minha atuação em um campo de medidas oficiais…

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *