Cassinho, o melhor de todos!

“Em todo lugar que chego eu digo que sou um cidadão de Nova Soure, Ba, nascido no Paiaiá”, disse ele recentemente.

Luis Cássio Souza Andrade, o Cassinho. É estranho como um cara de quase 2 metros de altura tenha um “nick name” no diminutivo. Mas é um gigante, não só em relação a sua estatura como em suas ações.

Não é atoa que em todas as funções que passou, seja como professor, PM, funcionário de Banco, o hoje prefeito de Nova Soure, Ba, sr. Luís Cássio de Souza Andrade, exerceu com extremo profissionalismo e dedicação.

Dedicação essa que na campanha para as eleições municipais, quando se elegeu, ele disse que “se tivesse mais uns dias de campanha ele visitaria todas as casas do município”. O município de Nova Soure tem aproximadamente 27 mil habitantes.

Mas a coluna “Curiosidades da Várzea” de hoje não vai falar de política, não. Vai falar de futebol de várzea e suas histórias.

Se você quer um ótimo time, você precisa de um ótimo zagueiro. (Dois, se você for realmente sortudo.) Os melhores no jogo são formidáveis em tamanho e força, mas também abençoados com a precisão para fazer divididas na hora certa e antecipar os movimentos do atacante para recuperar a posse de bola. Elegância com e sem a bola é essencial, seja fazendo um passe calculado campo acima ou fintando entre os oponentes para aliviar a pressão na defesa.

Nascido no povoado do Paiaiá , como disse e crescido no povoado, onde deu os primeiros chutes, nas ruas ainda de terra do Paiaiá, ele reside até hoje na nossa querida Nova Soure-BA, Cássio se tornou um zagueiro muito respeitado e admirado por todos os futebolistas varzeanos.

A sua qualidade em campo fez com que as seleções de cidades vizinhas a Nova Soure (Olindina, Cipó, Ribeira do Pombal,Ribera do Amparo, etc.), não medisse esforços para tê-lo em seus respectivos elencos para disputa dos mais importantes campeonatos . Seu estilo era de um defensor perfeitamente competente com a bola, se destacando pela liderança e pela ousadia.

Ainda garoto, Cassinho passou por teste no Esporte Clube Bahia. Na época o então técnico Evaristo de Macedo rasgou elogios ao zagueiro: “ você joga muito, garoto”!

A quantidade de jogadores que tentam uma carreira profissional e não conseguem é gigantesca. E isso, envolve os mais diversos e desconhecidos motivos. Seja apoio familiar, falta de condições financeiras, lesões ainda na fase de testes, imaturidade, enfim , um série de coisas…

O gigante Cassinho, melhor zagueiro do futebol amador de nossa região, além de ser um tremendo impeditivo aos atacantes, foi um líder dentro de campo por excelência. Sempre soube criar situações favoráveis a sua equipe e, no entanto, o gesto perfeito na hora das vitórias. Sabia  antever as bolas que em sua área seriam lançadas e era eloquente em suas palavras na preleção minutos antes de seu time entrar em campo.

Um zagueiro, antes de tudo, é um destruidor  de sonhos dos atacantes. Mas Cassinho destruía as jogadas com tanta maestria que seria incapaz de alguém criticar o atacante por ter perdido tal chance de gol.

Certa vez um amigo de Nova Soure, expressando sua admiração pelo futebol que Cassinho apresentava me disse: “ esse cara nasceu no ‘lugar’ errado”.

Um zagueiro de muita raça e técnica refinada, um zagueiro de um posicionamento perfeito, que, não é nenhum exagero chamá-lo de “dom Dario Pareyra” do Paiaiá.

Ao mesmo tempo, os elogios por parte de quem o assistia, ao desarmar uma jogada, ao orientar seus companheiros e, até mesmo, quando ia para a área adversária numa cobrança de corner, soava em uníssono, como se a torcida fosse uma orquestra a reverenciá-lo.

Cassinho foi um vencedor e muitos jovens o tem como uma referência . Por todo time que jogou ele ganhou título. Se houvesse um curso universitário em defesa, no futebol de várzea, Cassinho seria o professor.

Cássio, obrigado por fazer parte de nossa história futebolística, amadora, mas que levamos tão a sério que afirmo que a arte do futebol perdeu muito em não poder ter você na galeria dos grandes jogadores profissionais.

PAIAIÁ FUTEBOL CLUBE, MAIS QUE UM TIME!

Se você tem alguma história que envolve a várzea, seja engraça ou não, envie-nos através do e-mail: paiaia@paiaiafc.com.br e sua história será postada aqui na coluna Curiosidades da Várzea.

4 comments

  1. Parabéns ao zagueiro Passinho Barroca pelo aniversário; parabéns ao PFC de lá; parabéns ao Carlos Silvio pela excelente crônica-reverência!
    Feliz aniversário Kassinho Barroca!

  2. Parabéns ao zagueiro Kassinho Barroca pelo aniversário; parabéns ao PFC de lá; parabéns ao Carlos Silvio pela excelente crônica-reverência!
    Feliz aniversário Kassinho Barroca!

  3. Só tenho a agradecer e dizer que Deus escreve certo por linhas tortas, tenho uma missão e peço ao ser superior que me oriente a cumpri-la da melhor maneira possível.
    Obrigado Silvio pelas belas palavras.

  4. PARABÉNS conterrâneo, só lamento não ter jogado im campeonato contigo para aprender um pouco. Que Deus abençoe seus caminhos e de sua família. Parabéns Silvio pelo texto verdadeiro…

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *