Curiosidade da várzea I

“De volta para o meu aconchego”

“Aquela famosa frase:  “O bom filho a casa torna” é uma verdade em vários momentos, um desses, foi no último domingo, 04 de março de 2018, quando o Paiaiá Futebol Clube jogou no CDC Ferradura na Cidade Ademar, São Paulo.

Até então o excelente time da zona sul nunca tinha vencido neste campo, mas os tabus estão aí para serem quebrados, não é? O que o adversário de ótima qualidade não esperava, era que dessa vez o PFC estaria em um momento muito bom e com gana de vencer.

Mas afinal quem voltou a casa? O esforçado lateral Thiago, nasceu ali na região da Vila Santa Catarina e na sua infância frequentou o campo, que até então era de terra vermelha(terrão).

Quando pequeno não jogava no campo propriamente dito, mas assitia os jogos e brincava em uma quadra de cimento que ficava ao fundo do campo, ele olhava para os jogadores, assitia as partidas e sempre sonhava em um dia jogar ali, só para depois ser um profissional.

Os deuses da vida mudaram o rumo de sua família e o menino foi morar em outra região de São Paulo, em Taboão da Serra. Seu sonho de jogar nunca passou e provavelmente continua até hoje, foram mais de 20 anos longe do campo do Ferradura, muitos jogos por escolinhas, times de várzea e similares, mas a vontade de voltar ao lugar que o lançou a paixão de ser jogador nunca passou.

Em 2017 o Paiaiá convidou, o já homem de 28 anos, Thiago para jogar com time no ano, nesse momento Thiago não pensou duas vezes e se integrou a equipe e disputou mais de 40 jogos, perdendo apenas alguns deles e participando de todos as vitórias do clube no ano, com isso ganhou o apelido de talismã. Foi um 2017 maravilhoso, mas 2018 ainda realizaria o sonho do lateral.

Chegado o grande dia, o jogo contra o forte time do U.A.C.A. (União de Amigos da Cidade Ademar) estava marcado e a ansiedade bateu a porta. A volta ao tão sonhado campo iria se realizar.

O resultado foi impressionante, um 3 a 0 digno de clássicos mundiais, o comportamento defensivo o controle do meio e a eficiência do ataque foi de impressionar.

A participação do quase “anfitrião” foi discreta, girou em torno de um cruzamento e uma ou duas tiradas de bola, nada parecido com o sonho de sua noite anterior, um gol de cabeça aos 45 do segundo tempo virando o jogo para o seu time, ao fim do primeiro tempo ele pediu para sair seu  cansaço ficou evidente e sua humildade em saber disso é de impressionar.

Dessa partida fica a alegria da vitória do Paiaiá, o belo jogo dos times e o pisar no campo, hoje já de grama sintética. Depois de 20 anos, hoje o  lateral Thiago retornou a sua casa.

Valeu Paiaiá, Valeu futebol.”

Thiago Gomes Rios: Bacharel e Licenciado em Geografia; Especialista em Geoprocessamento;
Especialista em Ensino de Geografia e varzeano.
Nossa primeira coluna “Curiosidades da várzea”, feita por quem é varzeano.
E você, tem uma historinha, uma curiosidade, um fato e quer nos contar?
Então nos envie através do e-mail: paiaia@paiaiafc.com.br e a próxima história/estória pode ser a sua.
PAIAIÁ FUTEBOL CLUBE, MAIS QUE UM TIME!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *