A recuperação do bom futebol

O Paiaiá Futebol Clube é conhecido na várzea paulistana como um time técnico, respeitador e fazedor de boas amizades. Mas é claro que manter o respeito para com o adversário é mais fácil do que manter um futebol em alto nível. Há oscilações, boa e má fase.

A má fase veio recentimente quando o Paiaiá FC ficou seis jogos sem vencer e apresentando um futebol muito aquém do que sabemos e vínhamos apresentando. Foram 6 jogos terríveis.

Hoje o Paiaiá Futebol Clube enfrentou a desconhecida e boa equipe do Família Boemia. Entramos em campo com : 1 Sílvio, 2 Gabreil, 3 Zé Elson, 4 Rui, 6 Thiago; 5 Neto, 8 Painho, 7 Guduga, 10 Itaécio; 11 Tunico, 9 Binho.21231601_1593332267379490_4282658241695166447_n

“Vamos jogar como a última partida”, disse o nosso atacante Binho antes de começar o jogo ao zagueiro Zé Elson. Jogando como a última partida, dificilmente perderíamos.

Começamos o jogo esperando o adversário “dá as caras”. Quando pegávamos a bola tentamos tocar a ponto de envolver o adversário.  Não havia precipitação e muito menos espaço para adversário.

Foi num belo cruzamento de Gabriel que Tunico aproveitou a falha do goleiro para colocar o Paiaiá FC em uma vantagem justa até o momento.

Essa vantagem permaneceu graças a uma defesa sólida, um meio campo consistente com Neto, Painho (jogou muito), Guduga e Itaécio dando um toque refinado no centro do campo.

No ataque tínhamos Tunico, jogando e se posicionando bem e, Binho chamando a responsabilidade do jogo e com ele fizemos 2 x 0 no placar. Esse gol deixou o adversário um pouco nervoso. Afinal, não conseguia criar chances de gols e também não conseguia segurar o nosso poder ofensivo.

Tunico por pouco não fez um gol de placa: depois de tabelar com Binho, recebeu pelo lado esquerdo, tirou do marcador e de canhota ( a lá Robben) , colocou para a bola caprichosamente bater na trave.zucker

Ainda no primeiro tempo tivemos mais duas chances claras  que poderiam ter resultado em gols . Uma delas com o mesmo Binho que em seguida viria a fazer 3 x 0 com mais um belo gol.

Com 3 x 0 no placar , poderíamos voltar do intervalo com mais tranquilidade para levar a vantagem até o fim do jogo.

No início do segundo tempo tivemos um curto momento de desorganização tática. Foi necessário fazer algumas mudanças, mas as mudanças não foram corretas. Saíram Thiago, Itaécio e Tunico para as entradas de Lio Bala, Uilton e Allan respectivamente.

Era preciso ter calma para manter o bom futebol apresentado no primeiro tempo e nas últimas partidas.

A consolidação da vitória veio depois que Binho fez uma grande jogada, chutou de canhota, a bola bateu na trave e sobrou para Allan fazer , de cabeça, 4 x 0 no placar.

O Paiaiá Futebol Clube, com a vitória de hoje, chegou a 6 jogos sem derrotas e os números respondem por si, nesse últimos seis jogos:logo-arena

5 vitórias;

1 empate;

19 gols marcados;

4 gols sofridos.

Esses números correspondem a volta do bom futebol, a técnica do time e ao jogar futebol e menos falácias dentro de campo. Tudo isso resulta em grandes vitórias como a de hoje e, quando digo “grandes vitórias” não se resume a um placar elástico e sim a uma boa apresentação.

Ressalto aqui a lealdade da boa equipe do Família Boemia que mesmo perdendo por  4 x 0 , em nenhum momento foi desleal. Parabéns.

20170107_102528Nosso abraço especial hoje vai para o ex-jogador do Paiaiá Futebol Clube, Renato. Renato ou Renatinho, como o chamamos, foi aquele típico ponta direita, o camisa 7. Seus cruzamento eram tão perfeito que podemos chamar de passes. Reside hoje no Paiaiá. Grande abraço, Renato.

Parabéns a todos pela vitória de hoje.

PAIAIÁ FUTEBOL CLUBE, MAIS QUE UM TIME.

 

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *