Perdemos para a desorganização tática

A previsão era que o time do Paiaiá FC que entraria em campo hoje, faria um bom jogo. Já enfrentamos e vencemos a boa equipe do ABC. Afinal, contra times bons o Paiaiá costuma fazer boas atuações.

Entramos com: 1 Rui, 2 Marco Aurélio, 3 Zé Elson, 4 Gabriel, 6 Jojó; 5 Zé Nilton, 8 Alex, 7 Painho, 10 Gê; 11 Tunico, 9 Uilton.20160724_080115[1]

Fizemos um primeiro tempo onde os 4 meios campistas (Zé Nilton,Alex, Gê e Painho),que não estiveram em sintonia. Afinal, com esses quatros em campo é para termos um bom toque de bola por parte de Zè Nilton e Gê e, Painho e ALex se encarregam de fechar os espaços .

Tivemos uma grande chance de sair na frente no marcador.Mas Uilton desperdiçou a grande chance.

Não tivemos o característico toque de bola. Não fizemos com que bola mudasse de lado passando pelos zagueiros e volantes . Não bloquemos o chute de fora da área que originou  primeiro gol do jogo.

Fomos para o intervalo perdendo por 1 x 0 mas com possibilidades de virar. 20160724_084251[1]

Voltamos para a segunda etapa com Márcio no lugar de Marco Aurélio na lateral direita; Rodrigo no lugar de Gê e em seguida Flávio entrou no lugar de Alex (volante) ,para fazer o papel do típico centroavante.O mesmo Flávio que viria acertar o travessão num belo chute da entrada da área.

Com expulsão de Zé Nilton (injustamente) já que o primeiro cartão amarelo não foi justo, o nosso time só tinha uma opção : buscar o empate . Acabamos tomando o segundo gol. Fato que deixava muito difícil uma possível virada no placar, já que o nosso time não chuta de longa distância.

Uilton saiu para dá lugar a Lândio . Era tudo ou nada. Numa jogada de velocidade Tunico diminuiu chegando a 13 gols na temporada . Mas não havia muito mais tempo para com 1 jogador a menos buscarmos um resultado positivo .

O fato é que não fizemos uma apresentação de poderíamos fazer.

A todos parabéns pelo empenho e dedicação dentro de campo .20160724_085720[1]

Obs.: as coisas só darão certo em um grupo, em uma comunidade ou  em uma relação de trabalho quando há respeito, cooperação, participação ativa, proatividade e vontade para que  tudo funcione sem o interesse de qualquer “retorno”. Não cabe e não caberá em qualquer convivência a opinião individual tida como verdade absoluta; Não cabe, também, preferências individuais seja por amizade ou familiar;

Um grupo se consolida quando o egocentrismo é deixado de lado dando espaço para a coletividade.

“É preferível o erro de quem tenta fazer ao acerto de quem nunca fez  (faz) nada”. Pedro Cardoso

One comment

  1. Volto a falar: precisamos fechar o grupo. Desde o início desta temporada que chamo a atenção para este importante detalhe. Na minha opinião, iremos “crescer” muito quando conseguirmos fechar o grupo. Fizemos belas apresentações na temporada passada, pois estávamos “fechados” e tudo dava certo. Ao surgir alguns problemas, percebe-se que alguns começam a criticar ao invés de procurar soluções. Outro problema que enfrentamos é a falta de comunicação, dentro e fora de campo. Precisamos nos organizar todos que estão participando do time.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *