Um empate heroico

Não é fácil ir a campo só com 11 jogadores para enfrentar um adversário difícil e que  já havíamos vencidos por duas vezes.

Com a ausência de alguns jogadores lesionados e alguns viajando o nosso elenco está um pouco reduzido em relação a temporada passada que muitas vezes fomos para jogos com 18 jogadores. É “ruim” quando temos 17/18 jogadores para um jogo em função de que sempre que mudamos 4 ou 5 jogadores há uma alteração significativa na postura do time dentro de campo. 20160605_093923[1]

Entramos em campo com: 1 Sílvio, 2 Gabriel, 3 Zé Elson, 4 Rui, 6 Jojó; 5 Zé Nilton, 8 Alex, 7 Gê, 10 Rodrigo; 11 Cilas(estreante), 9 Neto.

Mas é incrível como a capacidade técnica do Paiaiá FC se sobrepõe em situações de improviso como a de hoje. Começamos tocando a bola ( uma característica desse time) e forma segura e tranquila, fazendo com que o adversário ficasse olhando de um lado para o outro como se fosse alguém assistindo a um jogo de tênis na arquibancada.

Se não tivemos grandes chances no primeiro tempo , apesar de superioridade em ball possession , o adversário também não teve grande chances de gols. Com uma defesa bem centrada e firme nosso time mantinha a bola sobre o nosso domínio e o nosso maestro (Zé Nilton) ditava o ritmo do jogo tal qual uma orquestra a ponto de dar “boné”…Mas faltou um pouco mais de poder ofensivo no jogo de hoje.

Mas numa bola para lançada na área , Rui foi tirar de cabeça e a bola rebateu em alguém que sobrou para o “delantero”marcar 1 a 0 para o Chega Mais FC.

Continuamos sem desespero até o fim do primeiro tempo e fomos para o intervalo sabendo que quando se tem jogadores de qualidade não podemos desanimar em nenhum momento.

Voltamos para a etapa final com Flávio( que fez o segundo jogo com a gente) no lugar de Neto. Com ele teríamos um homem entre os zagueiros adversários o que possibilitaria uma jogada com um pivô e a aproximação de alguém ( Zé Nilton e Gê)para arriscar chutes de fora da área já que o gramado estava muito escorregadio . Com isso ,Alex ficaria encarregado de proteger a defesa .1464993406396[2]

O gol de empate parecia não querer sair . Tínhamos o domínio do jogo . Foi praticamente um segundo tempo de um time só mas a bola teimava em não entrar , como foi na jogada de Gê que recebeu um passe magistral de Zé Nilton e cara a cara com o goleiro , trocou de pé e a bola caprichosamente bateu na trave , voltou para Cilas que sem esperar, com o gol vazio , chutou na trave.

Cilas , ainda teria outra boa chance de empate quando a bola sobrou para ele e faltou equilíbrio e mais confiança para fazer o gol .

Tudo parecia que perderíamos uma invencibilidade de 2 meses quando numa cobrança de lateral jogada na área por Gê, Flávio antecipou e desviou de cabeça para Gabriel entrar de surpresa e encostar a cabeça

na bola para empatarmos o jogo

.20160605_093900[1]

Foi um gol “chorado” mas não poderíamos e não merecíamos pelo jogo que fizemos e pela superação diante dos “problemas” pré jogo que tivemos .

Parabéns a todos , sem exceção , por mais um grande jogo que fizemos .

Let’s go, Paiaiá.

 

 

2 comments

  1. Parabéns galera. O importante para um grupo é não deixar que a confiança de cada um se perda. Pelos problemas enfrentados em alguns jogos, em especial o de hoje, percebemos que havia motivos para que alguns se deixasse abater, mas, sabidamente o grupo soube lidar com essa situação mais uma vez. Acredito que isso faz com que nosso grupo se fortaleça.

    1. Problemas sempre irão aparecer mas o mais importante é a colaboração de todos para resolvermos os problemas. Assim, aprenderemos a cada situação inusitada, resolvê-los.
      Silvio

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *