A origem do Futebol Varzeano

Para explicar a origem do Futebol de Várzea, principalmente na cidade de São Paulo, será preciso voltar um pouco no tempo e começar uma viagem por dentro de toda história esportiva mundial.

Nossa viagem começa no ano de 2.197 Antes de Cristo, onde, diferente do que a maioria acredita, o futebol não nasceu na Inglaterra. A prática já existia na China, quando militares chineses jogavam com o crânio de seus inimigos. Nesta época, já não se podia usar as mãos e o objetivo era colocar a bola entre duas traves improvisadas. Anos depois, no século 2 D.C, surgiu no Japão o Kemari (veja na foto abaixo), que era jogado em um campo redondo, na qual já haviam as divisões de times e o objetivo era brincar com a bola para que ela permanecesse por mais tempo no ar.20160105_172525_001

Já em 1863, os ingleses criaram a primeira associação de clubes e, desta forma, o esporte praticado na antiguidade por diversas civilizações passou a ser organizado e com regras universais. A associação organizadora (Football Association) decidiu então nomear o esporte como Football (pé na bola). Mas, somente nove anos depois, segundo estudo da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), houve o primeiro jogo internacional do mundo, no dia 30 de novembro de 1872, entre Inglaterra e Escócia, em Glasgow. A partida, em si, não foi muito empolgante e terminou em 0 a 0.20160113_173612_Richtone(HDR)

1894 – Nasce o futebol brasileiro

A chegada do esporte ao Brasil demorou pouco mais de 20 anos, em 1894. Descendente inglês, Charles Miller voltou para a Inglaterra para ser alfabetizado na educação britânica junto com seu irmão John, por escolha de seus pais. Nascido em São Paulo, Charles teve seu primeiro contato com o futebol na escola. O garoto apresentava total intimidade com o esporte e passou a ser cobiçado pelas universidades locais, mas após o falecimento do pai e do irmão em um intervalo de apenas seis anos, resolveu voltar ao país natal. Segundo dados de um estudo realizado pela Unicap, Charles carregou ao Brasil uma mala com um livro de regras da Association Football, duas camisas de times ingleses que defendeu, duas bolas de capotão, um par de chuteiras e uma bomba de ar. Iniciou-se, neste momento, uma aliança de amor entre o brasileiro e o esporte.

No ano seguinte, a primeira partida de futebol disputada em solo tupiniquim aconteceu, entre duas empresas de origem inglesa, que contavam com atletas nascidos no continente europeu. No dia 14 de abril de 1895, em São Paulo, os funcionários Companhia de Gás de São Paulo (GasCompanyof São Paulo) e da Companhia Ferroviária de São Paulo (São Paulo Railway Company), time de Charles Miller, se enfrentaram. O resultado foi 4 a 2 para os ferroviários.

Dois anos após a chegada do esporte ao Brasil, de acordo com a tese sobre hipóteses para a popularização do futebol em São Paulo (1894-1920) da Universidade de São Paulo, a cidade ganhou um campo de futebol dentro das exigências internacionais. A praça tornou-se o único local onde organizavam-se as partidas oficiais de futebol, da cidade, até 1917 (data de demolição da praça).

Confira um pouco mais sobre os Campos de Várzea.

Se a prática do esporte foi rapidamente inserida no país, a criação do primeiro clube de futebol demorou um pouco. Muito se diz sobre a Associação Atlética Ponte Preta ser o primeiro clube criado exclusivamente visando a prática de futebol no Brasil, no entanto 23 dias antes da fundação da equipe campineira, no dia 19 de julho de 1900, foi fundado o Sport Club Rio Grande, no Rio Grande do Sul. Tiveram outros que vieram antes, porém abandonaram o futebol. Equipes com tradição no esporte hoje em dia como Botafogo, Flamengo, Vasco e Vitória são mais antigos, porém só aderiram ao esporte da bola nos pés anos depois. E, em homenagem ao Sport Club Rio Grande, a CBF escolheu o dia 19 de julho como o Dia do Futebol.20160117_170003

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *