A Bola dente de leite

Era fim de ano, lá na roça , no Paiaiá, um garoto que sonhava em jogar futebol, por morar perto do campo . Aos fins de tarde enquanto estava em casa ouvia o som dos chutes que eram dados no campo por toda galera do Paiaiá que estava no campo do 107 para “bater o baba”. Não podia ir ao campo por imposição do meu pai e aquilo me causava uma certa aflição.
Minha tia que morava aqui em São Paulo estava prestes a chegar de férias e com ela um presente muito aguardado por mim. Uma bola “dente de leite”.
No dia de sua chegada ( ela iria para a casa de minha vó, há 1 km de minha casa), fui lá todo feliz em busca da tão esperada bola. E lá estava a bola , enrolada num plástico transparente…Cumprimentei a todos que lá estavam, minha tia que havia chegado de São Paulo. Mas não tinha intenção de ficar lá. Queria mesmo era pegar a bola e ir dar o primeiro chute.
Sair com a bola em baixo do braço, tratando-a com carinho. Ao abrir a porteira , precisava caminhar uns 50 metros para chegar em casa.
Havia no quintal de casa uma pequena passagem de 1 metro de largura , com uma cerca de arame farpado que protegia a casa, antes de chegar à porta .
Resolvi colocar a bola no chão , olhar para aquela passagem, como se fosse o gol( sem o travessão). Ajeitei a bola, com carinho, era o primeiro chute com a bola dente de leite, tão esperada, vindo de São Paulo. Concentrado, imaginando um golaço, desferir um belo chute, firme que foi direto no arame farpado. Ouvi o inacreditável…. “ssssiiiii, sssssiiiiiiiiiiiii….” A bola estava murcha , rasgada, para meu desespero e decepção.
Talvez, não me recordo exatamente, mas a parti dali tenha começado e pensar que meu papel no futebol seria evitar o gol e não fazê-lo.
Acho que por isso me tornei goleiro da várzea, a jogar contra o objetivo de do futebol, o gol.
Essa história é só para ressaltar o quão importante é um presente de fim de ano para uma criança. Um simples presente proporciona , mesmo que por pouco tempo, uma criança feliz.
Carlos Sílvio

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *